sexta-feira, 3 de maio de 2013

Será que vou te ver denovo?

Isso é que falamos para a nossa bike quando amarramos ele na rua aqui em Toronto. Primeiro foi interessante para mim pensar que existia esse problema por aqui. A imagem era a de uma cidade segura, tipo, pode deixar a bike em qualquer canto, ninguem vai mexes. Afinal diziam que os Canadenses não trancavam a porta de casa. 

Mas ai comecei ouvir estorias de bikes roubadas. E então roubaram a minha. Santa falta de segurança... Mas acho que é pior que isso. A verdade é que é comum demais as pessoas falaram que tiveram bikes roubadas, algumas pessoas falam como se fosse coisa normal. Tipo o sujeito no rádio hoje, ele dsse que parou de contar quantas bikes já teve roubadas. Mas não e só ele, é todo mundo.

Eu sou obrigado a pensar então que talvez Canadá não seja muito diferente do Brasil, por exemplo, não é que aqui a galera respeita mais ou pensa mais nos outros ou vive numa sociedade superior ou qualquer outra baboseira. É tudo igual, deu uma brecha eles passam a mão mesmo.

Mas oq ue fazer para diminuir o problema? Hoje no rádio um estudante veio com uma solução, depois de ter sua bike roubada. Ele imaginou lugares públicos onde vc pode deixar a sua bike, mediante uma pequena taxa. Seriam estações de bikes que você chega e pode prender a sua bike lá e tipo ninguem rouba. Mas ele mesmo reconheceu que seria caro demais para construir e instalar estas estações. 

Eu não sei, eu tendo a ser um pouco radical. Eu sempre imaginei que a polícia devia comprar uma bike bem cara, amarrar ela de qualquer jeito num poste e deixar lá como isca. Depois segue o sujeito que vier roubar a bike, vê o que ele faz com a bike, desmonta o esquema da galera.  

Nenhum comentário: