sábado, 11 de maio de 2013

Sábado

Hoje acabei acordando mais tarde e nem estava muito afim de correr. Mas então lembrei que estes dias atrás passei correndo perto de uma pista bem legal, daquelas de borracha, e no portão tava escrito que a pista abria somente as 7 da manhã. Não era nem 6h, o jeito foi continuar correndo na rua.

Mas hoje comecei as 7:45 e resolvi ir lá. A pista parecia aberto, mas estava cheio de gente lá, parecia que ia haver algum jogo, e eu não vi nem um corredor. Fiquei meio sem jeito de ficar rodando lá, só eu. Logo desisti da pista e fiz um plano ali na hora. Eu precisava correr, estava 8 graus e eu começava a sentir frio. Resolvi fazer um percurso diferente, indo para o Leste da cidade, basicamente o percurso que eu fiz algumas vezes no meu primeiro ano aqui, indo do trabalho para casa. A única coisa diferente é que evitei o quanto pude a avenida principal desta vez. No final das contas eu me sentia bem e acabei correndo 12Km, o que foi meio inexperado dado o alto volume diário que tenho feito este mês, incentivado sobretudo pela competição lá do hospital, acho que cada minuto correndo vale 2 pontos, e eu tenho tentado correr 1h todo dia, o que não tem sido fácil.

Várias coisas no rádio, mas uma delas foi uma discussão sobre o cansaço e como tantas pessoas se sentem tão cansadas hoje em dia. A vida moderna é muitas vezes o problema, mas pode ser também má alimentação, certas doenças como cancer, e principalmente, problemas psiquiatricos, como depressão. Quando a jornalista perguntou ao médico o que fazer para combater o cançaso, ele foi logo dizendo que é contra intuitivo, mas uma das melhores coisas é exercício físico. Eu continuei correndo, afinal quanto mais corro menos cansado fico...


Nenhum comentário: