sábado, 4 de agosto de 2012

Medalhas nas olimpíadas

A página do jornal Canadense The Globe and Mail encontrou um jeito interessante de mostrar a quantidade de medalhas por país. além do gráfico criativo eles também mostram o número de medalhas em todas as olímpiadas desde o começo do século passado. Interessante ver como a China cresce nas últimas olimpíadas e como os EUA desaparecem das olimpídas de 80 e a URSS da de 84 - hoje, olhando para trás a guerra fria parece muito idiota...

No transporte público

É interessante que muias vezes que entro no metrô ou busão eu não consigo deixar de reparar como as pessoas se comportam. Os que entram na frente correm para pegar um banco vazio e tal, de preferência aquele banco que é único e ninguem pode sentar do seu lado. Mas também existem aqueles que vê um banco no meio e se espremem para caber lá.

Eu geralmente não sento, mesmo tendo bancos vazios, não sei porque... mas em viagens longas eu sento em qualquer canto. Do jeito que eu sou, o que eu gostaria de fazer é escolhar aquele banco onde a sacola da madame está e pedir para ela tirar para eu poder sentar, os outros assentos todos vazios. Acho impressionante como as pessoas colocam coisas no banco do lado seja por serem folgados sejam por tentarem impedir que outros sentem.

Eu acho que o transporte é público, você não pode querer ir lá e ao mesmo tempo ter privacidade. Enfim, aqui tem um artigo sobre isso. Eu achei interessante o resultado da pesquisa no final, onde 1/5 dos respondentes disserem fazer tudo possível para não terem contato com outros. Claro que é complicado generalizar uma pesquisa feita na internet como esta, mas ainda assim achei alto.




sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Aos vegetarianos

Uma das razões algumas pessoas se tornam vegetarianas, eu imagino, é por acharem errado sacrificar animais para o consumo. A vida na cidade faz isso. Você vai no mercado, compra a carne e tal, mas não vê de onde ela vêm. Mas um belo dia você começa a pensar nisso e se dá conta de que é errado matar uma vaca e comê-la. Somos civilizados, essas coisas.

Não sei, parece que comer carne é parte de nós. Vegetarianismo é meio que uma frescura moderna. Digo porque tipo, 400 anos atrás a galera não tava nem aí, todo mundo matava e comia qualquer coisa. 1000 anos atrás era pior ainda. Enfim, podemos pensar que este é um ato que nos permite estar aqui hoje. Isso também não quer dizer que com as conquistas tecnológicas não podemos pensar em melhores padrões de vida para nós, para os animais e plantas. Dizer que é errado, ou malvadez comer animais... não sei.

Mas eu sempre pensei com meus botões em que as plantas seriam diferente dos animais. Tipo, elas são seres vivos também. Para nos alimentar precisamos matá-la, o ato de tirar a vida não é diferente. Enfim, hoje eu vi esse texto que diz exatamente isso. Na verdade o texto me fez pensar que sabemos pouco de qualquer coisa. Mas uma coisa parece certo, ainda é complicado viver sem matar nada...