quinta-feira, 31 de julho de 2008

Vamos voltar!

Último dia de Julho! Eu estava esperando Agosto para começar a correr novamente, a idéia é sim voltar aos treinos malucos com altas Km semanais, ainda que sem objetivos em termos de provas. Então amanhã de manhã, sexta feira antes do trampo, eu devo tentar dar minha primeira corrida pos o trauma da dor nas costas. Desde que voltei do Brasil, a um mês e meio, que não tenho conseguido treinar direito então a expectativa é grande!

sábado, 26 de julho de 2008

Passagem do tempo




Hoje, com 4 dias de atraso fui tirar a segunda sequencia de fotos. De bicicleta. A verdade é que ainda não me sinto 100% para correr e gostaria de evitar a qualquer custo que a dor nas costas voltasse. Acabei então esperando comprar a bicicleta para tirar as fotos.

Uma grande diferença é que desta vez eu não fui de manhã, fui no meio do dia. Não tava tão quente e eu tava afim de fazer um percurso mais longo de bike, então...

As fotos não ficarão iguais, isso é difícil, eu não tenho paciência para ajeitar a câmera exatamente na mesma posição e tal. E ach oque a hora do dia ajudou a fazer a diferença. E eu vestido completamente diferente... Bom, eu não vou mostrar todas as fotos no entanto. Com excessão destas que estão aqui.

Olhando para as duas últimas fotos, que tem diferença de um mês, e que ficaram muito semelhantes quanto ao enquadramento, podemos ver uma diferença marcante - sumiu uma árvore! Outra coisa marcante é que mesmo a foto sendo um mês depois, eu pareço mais novo....rsrs....

Bom, o passeio todo foi bem legal, se eu não correr, pelo menos eu vou pedalar....

quinta-feira, 24 de julho de 2008

Bicicleta

Enfim comprei uma bike! Eu tinha prometiod para mim mesmo comprar uma bike neste verão, pois no ano passado eu não pude ir em muitos lugares simplesmente porque não tinha bike.

Eu disse ao Trevor na segunda feira, já meio revoltado com a carga de trabalho, que queria sair naquele momento para comprar a tal bike. Ele tinha prometido ir comigo pois ele conhecia umas lojas e tal. Ele deu risada naquele momento e marcamos para hoje. Falei dane-se para o trabalho e saimos as 5h da tarde rumo a loja. Passamos em 3 lojas e na terceira eu vi uma mountin bike qu e eu goste, e resolvi comprar. O sujeito da loja disse que se eu deixasse a identidade no caixa eu podia sair da loja com a bike para experimentar, dar uma volta e tal. Eu não tinha identidade, então o Trevor deixou a dele e lá fomos nos com a bike.

Demos várias voltas pelo estacionamento, a bike era legal, eu gostei. O Trevor disse que era boa, ele entende de bike, tem 3 bikes, uma para montanha, outra para velocidade, outra para andar na cidade. Voltamos, comprei tambem um capacete e uma fechadura e boa, fomos para o metro. Voltamos pro trampo e fomos os dois de bike para casa. Foi muito legal, se tudo der certo eu vou comecar a ir para o trampo de bike!

Agora é aproveitar os dias de verão e passear bastante!

terça-feira, 22 de julho de 2008

Afogado

Aê galera, nunca fiquei tão sumido... Mas as coisas continuam acontecendo.

Os dias tem sido muito quentes e eu não tenho corrido, visto que a dor nas costas não passou 100%, e foi tão ruim que eu prefiro agora ficar quieto até ficar realmente bom, ainda que isto me custe um pouco do verão. O Luis Augusto recomendou abdominais e eu acho que pode ser uma boa idéia, mas não agora, quando eu estiver bom, talvez acostumar fazer uns abdominais sempre.

O trabalho estes dias tem sido complicado como poucas vezes foi mesmo no Brasil. Tenho chegado tarde em casa e ido pra cama. Casa pro trampo e de volta pra casa e só isso.

O meu colega de Unicamp, o Leo, está aqui no Canadá. Ele ficou aqui em casa no final de semana passado e saimos, fomos para um barzinho, uma cerveja, bilhar, andamos muito, conversamos muito. É sempre muito bom quando alguém do Brasil vem por aqui, muito bom falar bastante português, eu curti bem o final de semana. Fim de semana que vem ele volta pra ca, agora ele tá numa conferencia numa cidade aqui perto. Estamos pensando em alugar uma bike para rodar por todo lado...

A galera no Brasil tem corrido legal. Carlos, Hideaki, Vanin, Fausto Angel foram na meia de Campinas. E pro falar em Angel eu recebi hoje uma foto pelo correio, onde estou correndo ao lado dele na maratona de São Paulo, digo, nos 10Km da Maratona de São Paulo. Aliás o Angel acabou de mandar vários relatos de suas participações em corridas recentes, que eu infelizmente não tive tempo de ler, inclusive fiquei vários dias sem ler email. O Angel tá agitando uma equipe para o revezamento de Campos, vamos ver!

Vou aproveitar para agradecer o Hideaki pelas várias visitas e comentários. Ao Hideaki quero dizer que sim, vou levar a ele o tal chocolate com 99% de cacau quando eu voltar ao Brasil, mas talvez demore... E agradecer a Sally também pela visita, foi uma surpresa agradável!!! A Sally comenta sobre o sistema de saúde... realmente é interessante a forma como funciona aqui, vamos torcer para que sempre melhore...

quarta-feira, 16 de julho de 2008

Corridinha

Eu ando afastado daqui, muito mais por causa do trabalho do que de qualquer coisa. Terrivel, tá parecendo o Brasil... Bom, enfim...

Hoje eu participei de uma corridinha, acho que foi mais um treino do que uma corrida. Chama "20 minutes chalange" e o objetivo era correr ou caminhar por 20 minutos. Na verdade a loja de artigosde corrida mais famosa do Canada, a Running Room, foi quem organizou isso. Era de graça, e aconteceu simultameamente em todas as lojas da cadeia, que abrange o Canadá inteiro.

Tudo começou quanod a minha amiga estatística que trabalhava aqui e agora tá em Londres me pediu para correr porque quem corresse ganharia um boné, e ela já tinha os 4 bonés dos anos anteriores, e ela tava colecionando porque aquele evento foi o primeiro da vida dela como corredora, e etc e tal. Ok, disse a ela que correria e pegaria o tal boné para ela.

Quando cheguei na loja já tinha várias pessoas por lá, digo corredores. Eles já foram me dando um boné, nem perguntaram meu nome e nem nada, ou seja qualquer um poderia pegar o tal bone mesmo sem inscrição. Mas parece que a galera aqui faz pouco esse tipo de coisa. Bom, logo a loja encheu! E a galera, um monte de corredor, toda dentro da loja, não dava nem para andar direito. Em certo sentido foi interessante, legal.Me pareceu que aquela era o objetivo, trazer os corredores para dentro da loja. Muitos consumidores fieis, com a camisa da loja e tal.

Não era corrida, era mais um treino. Como eu sai logo de dentro da loja eu não entendi direito a explicação, tipo, fizeram vários grupos e eu acompanhei um lá, o maior deles. A minha idéia era correr os tais 20 minutos e voltar para o trampo (começou as 18h) porque eu ainda tinha bastante coisa pra fazer. E fui seguindo a galera, mas a galer apegou uma trilha, logo eu reconheci a trilha onde treinava, logo todo mundo parou (não tão logo, já tinha ido uns 20 minutos) e esperou-se que todos chegassem. Perto de um morro. E então veio as enstruções: Maratonistas -> 7 subidas no morro, se for abaixo de 3h30m 10 subidas, meia maratonistas, 5 subidas no morro... Era um treino de tiro em subida que eles iam começar, eu tinha meio que entrado em uma furada... Eu ainda sinto um pocuo as costas, não ia fazer esforço. Voltei. Mas foi legal, muita gente, um evento interessante.

A Running Room procura interagir bastante com os corredores. Eles não ficam só na venda de artigos para corrida. Toda quarta e domingo tem treino em grupo, de graça, saindo de todas as lojas (e tem várias...). Eles também tem treinos pagos. E agora esse evento que eu nem conhecia. Fiquei imaginando se nao seria uma coisa para as lojas do Brasil tentarem...

sábado, 12 de julho de 2008

Médico

Hoje fui no médico para avaliar a dor nas costas, apesar de que hoje esteve bem melhor já. O meu colega de trabalho insistiu para que eu fosse no médico e fez questão de passar na porta da minha casa para me pegar para me levar para o médico, já que ele disse que ele precisava ir também.

Aqui existe algums clínicas e se você tem o cartão de saúde do governo de Ontário, você pode ir em qualquer clínica que você é atendido de graça. Ao contrário do Brasil, não existem médicos particulares. Não adianta você ter grana, vai acabar indo no mesmo lugar que quem não tem, a não ser que você vá para os EUA... A questão de não haver médicos particulares é bastante debatida pois para alguns tipos de tratamento há filas e o sistema não funciona bem. Ao mesmo tempo então que o sistema de saúde coloca no mesmo patamar ricos e pobres ele deixa a desejar em eficiência, então existe os pros e contras, com muita gente sendo a favor de deixar como é simplesmente pelo ideal de ricos não serem privilegiados.

Me parece, no entanto que para ter acesso a um médico não é difícil. Pelo menos eu praticamente não esperei, quando marcava consulta em SP com médico particular esperava mais... Entrei lá e falei com o doutor, super gente fina. Ele apertou aqui e ali e eu disse que não doia, respondi umas perguntas dele e tal, e ele disse que deve ter sido somente uma dor esporádica causada por alguma inflamação devido talvez a má postura. Ele pediu para descansar e me deu um monte de analgésicos e recomendou que eu arrume uma cadeira apropriada no trabalho. E pediu para voltar lá se por acaso a dor não diminuir. Enfim, nada alem do que eu já sabia, sejamos sinceros. Mas pelo menos eu fui lá na clínica, eu ainda não conhecia o sistema de saude daqui, e é bom conhecer caso um dia precisemos. Fui bem atendido, e rápido, e de graça, nada a reclamar... Vamos agora esperar a dor passar....

sexta-feira, 11 de julho de 2008

Meio afastado

Estes dias eu fiquei sem colocar nada aqui. Foram dias um pouco complicados porque a dor nas costas voltou pior e eu estou sem correr desde quarta feira, e fora isso houve muito trabalho, aindei ficando ateh mais tarde no trampo e tal... Espero que as coisas normalizem, principalmente as costas para que eu possa voltar a correr. Amanha talvez eu va num medico aqui, vamos ver, mas eu ja tive essa dor, acho que o medico so vai dar anti inflamatorio... E eu vou ter que esperar passar... De qualquer forma estou ansioso para voltar a trilha e comprar uma bike tambem para andar por ai...

terça-feira, 8 de julho de 2008

Enquanto isso no Brasil

Amanhã, 9 de Julho, é feriado no estado de São Paulo e portanto haverão corridas... Sei que o Angel vai participar da Super 9, no autódromo de interlagos. O Hideaki parece que vai para Guaratinguetá. Boa prova aos dois, esperamos os relatos!!!

Em tempo, o final de semana passado parece que foi meio parado para nossos amigos brasiileiros. Houve, no entanto a Maratona Beto Carrero, que ach que foi a primeira edição. É sempre bom quando novas opções de maratonas aparecem... Não tivemos ninguem participando da turma conhecida, mas vamos torcer para que tenha sido legal e que se repita nos anos seguintes...

segunda-feira, 7 de julho de 2008

Ganhei duas camisetas

E chegou um grande pacote pelo correio, daqueles que a gente poucas vezes recebe. A principio pensei que fosse algum livro vindo da Amazon, visto que é a unica coisa que chega em pacotes grandes pelo correio. Mas quando abri e vi as camisetas, logo lembrei do Angel! É claro! Ele tinha me avisado que me enviaria a camiseta da EcoRun, mas enviou também um boné e uma camiseta dos 25Km da Corpore.

A camiseta da EcoRun é especialmente bonita e pode ser vista na foto aí. Desculpa a sujeira na cozinha, mas essa foto foi a que ficou melhor...

Agradecimentos ao Angel pela grata surpresa. A camiseta é confortável e leve, diferente, gostosa de usar. Aqui no Canadá são pouquíssimas as provas que dão camisetas de qualidade, então é sempre bom ter os amigos no Brasil, e que amigos!!!

OBS - A cozinha cheia de coisa veio assim, muito diferente da minha cozinha no Brasil que tinha apenas o pote de água... Meu mesmo aí é só a sujeira... mas o ensopado estava bom, hummmm que delícia...

domingo, 6 de julho de 2008

Porque elas vivem mais que a gente?

Seguindo com os artigos da edição especial da Scientific American, hoje eu li um que discute sobre as causas de as mulheres terem uma expectativa de vida maior do que a dos homens. Vários foram os fatores discutidos:

- Mulheres vão mais ao médico e se preocupam mais com sua saúde, são mais fiéis ao reportarem o que sentem. Homens sempre diminuem os sintomas.

- Homens fumam e bebem mais. Se bem que hoje em dia a diferença não é grande.

- Homens tem uma dieta que em média é pior do que a das mulheres, no sentido de que homens comem mais carnes e mais gorduras. Colocando por outro angulo, o percentual que carnes e gorduras participam da dieta dos homens é maior do que o das mulheres.

- Existem fatores especulativos, tipo, não se tem muita certeza. O estrogeno seria um opssivel fator que faria as mulheres viverem mais. Hormonios masculinos poderiam causar mais cancer. A acumulação de gordura no abdomem poderia ser um fator, as mulheres acumulam mais gordura nos quadris. Outro fator é cuidar dos filhos, dizem que especies em que o macho cuida dos filhos, eles (os machos) vivem mais. Outro é que a mulhere tem menos ferro no sangue e o ferro seria de alguma forma ligado a vida mais curta.

Mas tudo isso (tirando este ultimo paragrafo que são mais teorias nao provadas) eu acho mais ligado ao americano, talvez com excessão da dieta que imagino que a da mulher pode ser melhor que a do homem em qualquer lugar do mundo. Porque a questão é que a mulher vive mais em qualquer lugar do mundo. Então entra um outro fator que acho interessante:

- Os homens são naturalmente mais agressivos, eles morrem mais do que as mulheres quando jovens e mesmo quando não tão jovens, vítimas de acidentes e homicidios. Acho que isso junto talvez com a dieta pode explicar bastante, mas pode ter ainda mais coisas não provadas.

Nascem mais homens do que mulheres e as mulheres tendem a morrer um pouco mais da infancia. Mas na adolescendia e quando adulto, os homens morrem bem mais do que as mulheres e o percentual de homens que é maior durante a infancia torna-se menor tendo como causa violencia e crime e acidentes. Nos ultimos anos mulheres tem sido mais iguais aos homens, mas mesmo assim os homens são muito mais ligados a estes fatores que envolvem agressividade. O que é interessante é que dizem que nos EUA pelo menos o quanto as mulheres vivem mais do que os homens aumentou ao inves de diminuir.

No final o artigo diz que num estudo feito com o acompanhamento de mais de 5 mil pessoas por muitos anos, teve-se como principais preditores da longevidade a baixa pressao do sangue, baixa taxa de açúcar no sangue, abstinencia de tabaco e não ser obeso. Com excessão talvez da pressão, os outros fatores são controláveis e é uma boa dica de como viver mais...

Historico dos treinos

Ontem eu resolvi tentar recomeçar e voltar ao antigo esquema dos treinos. E hoje eu atualizei os dados do histórico de treinos que começou em Abril. Os únicos dados que tenho são os que coloco aqui no contador de Kms.

Pelo evolutivo do gráfico dá para visualizar claramente os meses de Abril e Maio. Abril foi quando comecei, e mantive a Km semanal ao redor de 50 Km. Foi um aquecimento para Maio, quando aumentei um pouco a Km semanal. O que eu corria por semana não variava muito, principalmente em Maio onde para suportar em torno de 70 Km por semana eu tentei fazer treinos muito similares, comecei a treinar sempre no mesmo loop, correndo a mesma distância todos os dias.

Quando Junho começou eu senti que dava para ir alem. No dia 1 de Junho atingi o meu máximo mensal de 299 Km com os 18 Km que corri no dia da Maratona de SP, no Brasil, nas ruas de SP. Mas foi só, tempo de férias, eu não corri dia algum. A rodagem semanal caiu logo para ZERO e a mensal despencou, só não caindo para ZERO porque as férias foram de apenas 15 dias. No dia 17 de Junho, dia seguinte a minha volta para cá, comecei a reação onde atingi um pico de 71 Km semanal, mas fui acometido por uma dor nas costas e tive que maneirar. Não parei, no entanto. A km semanal não chegou a zero novamente, mas caiu muito.

Ontem, dia 5 de Julho, tres meses depois do início desse gráfico, decidi que estava bom para recomeçar. A dor ainda não se foi por completo, mas não parece atrapalhar para correr, eu decidi então correr. A idéia é que os Km mensais cresçam muito e Junho tenha sido apenas um mês atípico, bem atípico. Ontem corri 11 Km e hoje mais 11Km, me sinto bem, apenas de hoje fiz em 57 minutos, ontem em 54. É, eu estava mais cansado hoje, mas nada que um ritmo menor não resolva. Reduzi o loop para 11 Km e talvez eu inclua alguns dias de descanso agora no começo, mas a idéia é voltar ao loop de 13, depois achar um loop de 15 para detonar a Km mensal do Issao... E vamos que vamos!

sábado, 5 de julho de 2008

Treino

Vou tentar recomeçar com os treinos constantes, hoje foi o primeiro dia. Temperatura entre 15 e 20 graus e dia muito claro, ensolarado, mesmo bem cedo quando eu saí para correr. Estava bem, num bom ritmo, fiz 11,1Km em 54 minutos, ou seja, sub 5min/km. E terminei bem, poderia ter ido para os 13 Km do loop mas resolvi nao ir com muita sede ao pote. Vamos ver se eu volto aos 60, 70 Km/semana...

sexta-feira, 4 de julho de 2008

Precisamos recomeçar...

Ao contrário do que o grande Luis disse no comentário do post abaixo, omeu ritmo de treinamento tem sido lastimável. 27 Km nos últimos 7 dias, ridículo perto da média acima de 70 que eu estava conseguindo manter. Abril e Maio foram dois meses muito bons, a ida ao Brasil detonou tudo! Claro que compensou, mas falando de treinos, quem me viu antes e vê agora não reconhece... A dor nas costas ainda persiste, mas muito melhor do que antes, ou seja, muito menor.

É uma dor recorrente, felizmente ela retorna em intervalos mais ou menos longos de tempo. Eu não sei quando foi a última vez, mas lembro que eu estava com esta mesma dor quando marquei meu recorde em meias maratonas, na meia da Tribuna. Como agora era uma dor que não incomodava quando eu corria, mas incomodava muito quando eu ficava por algum tempo em pé parado. Não é diferente agora... Aquela meia foi a bastante tempo, acho que em 2006, senão antes.

Mas acho que a corrida não ajuda a piorar, talvez seja o contrário. Eu tenho a impressão que são situações especiais que desencadeia a dor. A viagem para o Brasil e depois de volta foi bastante desconfortável, muito tempo sendado em uma poltrona desconfortável no avião. No Brasil eu me movimentei pouco, não corri nada. Sei lá...

Agora tá na hora de voltar, eu queria tentar me acostumar com uma alta Km semanal para entrar no inverno correndo e dar um jeito de virar o inverno correndo. Não seria difícil se eu não me recusasse a correr em esteiras. Querer passar o inverno correndo na rua é um pocuo complicado, eu não tenho dúvidas que a Km semanal deva cair bastante. Não só o frio, mas a neve nas ruas e, talvez o pior fator, fica escuro muito cedo, se quiser vc tem que correr a noite. Enfim, estamos no começo de Julho, tenho uns 4 meses ainda para entrar na linha e chegar em grande forma no inverno para detonar faça neve ou faça sol....

A experiência dos dois meses com Km alta foi boa por uma lado e não muito por outra. Foram dois meses que eu não soube o que era correr rápido, sempre num ritmo mais lento do que 5min/km, num ritmo meio rotina, e por muitas vezes bem cansado, desgastado pelo alto volume. Mas houve um outro lado, eu estava me sentindo bem, estava me sentindo um pouco mais leve, talvez tenha até emagrecido um pouco. Então a ideia é voltar ao alto volume, mas eu gostaria de correr algumas vezes rápido, talvez eu mescle um pouco de tiros, corridas mais curtas na semana com longos maiores nos finais de semanas. Ou sei lá. Vamos ver, eu não quero ter que seguir nada, apenas correr...

Dias quentes e dias frios

Agora a situação se inverteu, São Paulo tem tido constantemente dias mais frios do que aqui. E a galera reclamando dos 14 ou 15 graus que faz lá... Agora é vez deles...

Depois de um inverno rigoroso no qual eu me diverti bastante mas também senti o que é o frio, chegamos novamente no verão. Já fazem muitos dias que a temperatura tem estado alta, e as vezes, calor demais. Não é raro sair para correr de manhã com 20 graus e a temperatura chegar quase nos 30 durante o dia. Os dias etão muito longos, ainda não escureceu direito quando já passa das 9h da noite. Enfim, tudo mudou muito. A lembrança da neve e de tudo aquilo que vi e senti parece não ter sido mais do que um sonho, pois agora tudo é tão diferente, tão parecido com o que eu sempre vivenciei no Brasil. A vida está em todos os lugares, muito verde, muito pássaros, esquilos, flores. Muita gente nas ruas, especialmente corredores. E fico pensando no inverno, até com um pouco de saudades, mas misturando a fantasia de voltar a caminhar no gelo com um pouco de angustia dos dias curtos e gelados. Ao mesmo tempo que dá vontade de sentir o novo outra vez, existe a vontade de aproveitar o máximo os dias do verão, que sabemos, vão passar.

No Brasil a vida continua, os apartamentos gelados, a galera assistindo TV enrolado no cobertor, tomando chocolate quente ou chá para espantar o frio. Agora é a minha vez de curtir o sol...

terça-feira, 1 de julho de 2008

Os Velhos mais velhos

A revista Scientific American lançou uma edição especial sobre o envelheciemnto e o que se sabe sobre isso. Eu mal comecei ler, mas o primeiro artigo fala sobre as condições físicas das pessoas com mais de 95 anos, e tem um pouco de estatística, além de ser interessante. Eu vou falar das coisas interessantes e não da estatística.

Eles dizem que as pessoas que estão chegando nos 100 anos e mesmo passaram exibem condições físicas melhores do que aqueles que estão chegando nos 80 anos, ou seja, 20 anos mais jovens. Chegar aos 80 anos não é algo raro nos dias de hoje, mas aos 100 anos não são muitos que conseguem, por isso seria natural pensarmos que o sujeito que chega lá já tá com suas condições físicas bastante deterioradas.

Não é o que acontece. Dizem que algumas doenças, especialmente ataques cardíacos e o mal de Alzheimer tendem a acometer muito os idosos, e elas geralmente acontecem com mais frequencia antes dos 95, 100 anos. A teoria é que algumas pessoas são geneticamente resistentes a essas doenças debilitadoras, mas são poucas, essas passam a fase crítica dos 70 aos 95 anos e estão bem depois disso. O que acontece então é que se vc olhar a população de, digamos, 80 anos, você vai encontrar muitos com funções cognitiva e motora comprometidas em algum nível, esses não chegarão aos 95 ou 100 anos. Os que chegam, principalmente por serem resistente ao Alzheimer, não sofreram debilitação cognitiva ou motora, estão bem. Por isso em média a população perto dos 100 anos teria uma condição de saúde melhor do que a de 80, 85. Seria a questão da sobrevivência dos mais aptos. Mas essa é a teoria somente, a galera tá estudando os genes ainda e tal para tentar provar algo. O fato de se observar a condição de saúde melhor, no entanto, é interessante, e eu penso que é difícil uma explicação diferente dessa, a da resistência natural que permite que os mais resistentes apenas sobrevivam.

Outro ponto é que a taxa de mortalidade (mortes anuais na idade X/população da idade X), que cresce de forma mais ou menos exponencial a partir dos 80 anos, passa a crescer de forma mais ou menos linear quando se chega nos 95 ou 100 anos (mas ainda cresce e é bem maior do que aos 80 anos). Dizem que o percentual de mortes devidas a doenças comuns como a pneumonia, cresce, morre-se menos de alzheimer, cancer, ataques cardíacos.

Bom, visto isso a ideía é chegar aos 100 anos correndo. Alias a reportagem fala um pouco de atletas, corredores, nadadores com seus 90, 100 anos.

Canada Day

Hoje, primeiro de Julho, é Canada Day. As pessoas costumam dizer que é o Aniversário da Canadá. Por todo o país há inúmeros tipos de comemorações, galera andando com a bandeira do Canadá, paradas, festas, queimas de fogos, concertos. Eu vergonhosamente acabei nem saindo de casa hoje, mas há alguns eventos pela cidade e a noite haverá queima de fogos.

Em primeiro de Julho de 1867 o Canadá se tornou oficialmente um território único, que eles chamam um domínio. Não é uma independência porque eles ainda estavam sobre as leis da Inglaterra, ou pelo menos o Canadá ainda não era livre de todas leis Britânicas. Mas de qualquer forma é muito falado que este é o aniversário número 141 do Canadá.

Junto com Natal e Ano Novo, pelo que entendi este é o outro feriado que é obedecido sempre no dia primeiro de Julho, independente do dia da semana em que caia. Então hoje é feriado e eu tô de boa. Dizem que quando cai no sábado ou domingo, a segunda é feriado.

Aqui tem um mapa interessante sobre como as divisões administrativas do Canadá mudaram desde o dia 1/07/1867.

Enquanto isso no Brasil...


O Hideaki terminou, e terminou bem mais uma maratona, a do Rio de Janeiro, neste domingo passado. Foi a terceira maratona dele em 3 meses, e parece que ele já tá pronto para a outra. Não sentiu mais do que vontade de ir no banheiro durante a prova. Parabéns ao japones...

Quando eu fui ao Brasil o Hideaki me deu uma barra de chocolate que segundo ele era boa para a saúde pois aquele tinha um alto percentual de Cacau, e não tinha tanto açucar e bobagens que tem nos chocolates normais. Em homenagem ao Hideaki estou colocando aí a foto do chocolate que comprei, com 99% de cacau. Cacau puro, não sei se o próprio Hideaki teve a oportunidade de experimentar esse. Imagino que quem gosta dos chocolates tradicionais não deve gostar deste, pois ele não é doce, é denso, meio amargo, com gosto até meio estranho. A primeira mordida é ruim, mas depois ele começa a ficar gostoso. E é caro também...

E neste final de semana tambem tivemos a corrida dos Bombeiros, com participação do Angel, Mauro e Marcel. O Angel segue aí na foto, correndo com a camiseta da Waterfront Marathon, óculos escuros, parece um agente secreto do FBI disfarçado de corredor...rs. Pelo jeito a prova teve muita gente como sempre. Parabéns ao Angel e a turma que correu em São Paulo, na corrida dos Bombeiros!

Ao que tudo indica o Issao participou da maratona do Rio. Segundo o Carlos, no site consta o tempo dele como quase 4h30m. Mas o japones continua calado se negando a dar explicações. Será o medo avassalador de aparecer e admitir que o chapéu foi de mais de 1h? Será que o japones se cansou tanto que não consegue escrever? Será que a Dani, vendo o japones deteriorado, abandonou ele na linha de chegada e ele tá lá até agora procurando o caminho de volta para casa? Será que a estratégia dele de dar o número para um colega mais rápido, dessa vez deu errado? Continuamos aguardando os comentários do Issao, mas lembro que 4h30 eu nunca fiz, mesmo na minha primeira mara, quando decidi que ia correr no dia anterior ao da prova...

Treino rapido

Hoje eu resolvi chutar o balde. Sai para o treino, mesmo percurso, mas resolvi dar uns tiros, mesclar trote com tiros fortes. Ach oque porque eu estava bem, me sentia bem para correr, ao contrario de domingo que eu estava me sentindo cansado. Ontem eu nao corri. Fechei o percurso de 9Km e alguma coisa com 42m45s, o mesmo que eu fechi com 48 no domingo. Ou seja, hoje foi incomparavelmente mais rapido apesar de isso ainda estar longe de meus bons tempos. Terminei bastante cansado pois forcei bastante na parte final, principalmente depois que um sujeito de bike me passou pela segunda vez e eu fui no vacuo. Na primeira vez que ele passou, logo veio a Avenue Road para atravessar, ele esperou o carro e eu fui. Ja tinha decidido que depois da Avenue comecaria outro sprint, pois ate entao estava na parte do trote, e foi o que fiz. Eu nem estava pensando no sujeito mais, sai da belt line ainda num bom ritmo e segui forte para casa, quando lah na frente, eu correndo no meio da rua, o sujeito me passa denovo. Estava comecando a descida da Saint Clair, já perto de casa, e em descida não dá para dar chapéu em bike... Mas eu pelo menos fui junto, muito forte na cola principalmente porque sabia que tava perto de casa, com isso terminei zoado. Mas foi bom para relembrar as altas velocidades... Vamos ver como estou amanhã, parece que não foi muito bom para as costas...