domingo, 11 de outubro de 2009

Sobre o Ironman

Eu acabei assistindo o ironman do Hawaii praticamente inteiro, apenas dei uma cochilada na parte da bike. Achei muito legal, as três modalidades passam por lugares bem legais, a ilha parece bem legal. Mas eu não tava lá para ver como é a ilha, ou pelo menos não só para isso.

Uma coisa que não teve como não notar foi o fato de a galera estar toda de roupa curta, temperatura muito alta. E este frio aqui.

A competição foi interessante pelas inversões. A galera diz que a natação não é muito importante, é um aquecimento e geralmente não tem muito peso na decisão do Ironman. Foi o que aconteceu, os dois sujeitos que terminaram na frente (e bem na frente) na natação não se deram bem depois. O primeiro da natação foi o 58 na bike e o 66 no geral. O segundo na natação foi 21 na bike e 9 no geral. O terceiro na natação foi 16 na bike e 8 no geral. Enfim, a natação parece que não ajudou muito.

O vencedor do Ironman, Craig Alexander (Australia) foi 12 na natação e 10 na bike mas deu um show na corrida.

O segundo lugar no Ironman, Chris Lieto (USA) foi 26 na natação e primeiro na bike. Aliás ele começou a corrida com 11 minutos de vantagem pro segundo colocado depois da bike (que foi 12 no geral). Lieto é grande e eu tive a impressão desde o começo de sua corrida que ele não tava tão bem, principalmente depois de ver Alexander correndo. Lieto fez a bike espetacular, mas a sua maratona foi feita em 3:02, o que é bastante fraco, tipo, você precisa ter uma boa vantagem (e ponha boa nisso) na bike se quiser vencer um ironman com uma maratona acima de 3h. Alexander fez a maratona em 2:48, colocando 14 minutos em Lieto e terminando o ironman 3 minutos na frente. Quando Alexander começou a maratona 11 minutos atrás de Lieto não parecia possível que ele (ou qualquer outro) fosse vencer, fosse tirar a diferença de Lieto. Mas a maratona é longa e é penosa num Ironman, Lieto sofreu bastante.

A disputa feminina não teve muita graça, Chrissie Wellington (Grã Bretanha) terminou a bike com 12 min. de vantagem para a segunda mulher na bike. E correu a maratona bem, terminando em 3:03. Liderou o tempo todo, sem ser ameaçada e terminou o Ironman 9 minutos na frente da segunda colocada (Mirinda Carfrae - Australia - que fez uma sensacional maratona em 2:57 e pulou de 9 colocação depois da bike para segunda no geral). Aliás segundo os locutores é a terceira vitória consecutiva dela. Também foi interessante notar que a primeira colocada na natação - Lucia Zelenkova da Rep Tchecoslovaquia - terminou em 14 na bike e 23 no geral. A segunda na natação foi 8 na bike e 21 no geral.

Ou seja, sei lá mas os atletas de ponta mesmo parecem que pegam leve na natação e sentam a bota depois. Eu teria que acompanhar vários ironman para poder afirmar isso, claro, mas...

O melhor brasileiro foi Reinaldo Colluci. Ele terminou a natação na posição 20, mas subiu para 6 na bike (acho que chegou a estar em quarto), então eu estava torcendo para que ele fizesse uma boa maratona. Mas o contrário aconteceu, ele fez uma maratona bem ruim e caiu para 21 no geral. O que, cá entre nós, não é rum, considerando que tinha 160 profissionais (mais 1700 amadores que largaram um opuco depois).

Fernanda Keller também fez um bom Ironman, mas longe da ponta. Ela terminou a natação na posição 39, caiu para 48 depois da bike e recuperou bastante sendo 37 no geral. Fez a maratona em 3:35:31. Não sei se teve alguma outra mulher brasileira na frente dela ( a classificação não mostra o país das atletas na lista geral), mas pelos nomes acho que não.

Chrissie Wellington, a primeira mulher, esteve sempre perto dos primeiros homens (mulheres e homens competem juntos). No geral (contando homens e mulheres) ela ficou na posição 23, passando vários homens na corrida que terminaram a bike antes dela. Impressionante..

Nenhum comentário: