domingo, 30 de janeiro de 2011

Os dias frios

E lá fui eu para mais um trieno matinal hoje... As ruas frios, eu corria pela calçada em um corredor com neve amontoada dos dois lados. A neve que caiu a dias atrás não derrete pois a temperatura não sobe acima dos zero graus, e a neve velha acumulada ali no chão é feia e faz lembrar o frio. Não é neve que dá vontade de por a mão ou fazer bola de neve ou afundar o pé nela, não é neve branca, cheirando água. A neve velha, poluída, marrom que se torna cinza no claro das luzes da cidade, dura e hostil, corrompida pelo concreto e pelo sal ajuda sentirmos o inverno que matrata o nosso rosto enquanto corremos. Eu corria e ouvia no rádio meu programa favorito, gravado há semanas, com a temperatura nos 9 negativos, mas que a essa altura do campeonato era normal para mim. Até certo ponto. Sempre haverá aquele momento em que você lembrará do calor do verão na sua terra e a neve e o frio parecerão alienígenas, mas também encantador, nunca normal. Veio uma subida e eu andei, o rádio acabou a bateria e eu tive tempo para pensar nas ruas de São Paulo e nos ônibus de São Paulo e no mundo que é grande e dá voltas...

2 comentários:

Sair do Brasil disse...

Gostaria de trocar uma ideia contigo teria algum email de contato?

Tatiane Dias
www.canadabrasileiro.com

Mayumi disse...

Eita! Este seu post está o oposto dos meus! Rsrsrs. No frio também é difícil de treinar, né? Que temperatura seria o ideal para treinarmos, hein? Rsrsrs. Vamos tentar treinar! Lembranças à Lika!