quarta-feira, 31 de julho de 2013

Polícia e polêmica

Um estória controversa está se desenvolvendo em Toronto - policiais atiraram e mataram um garoto de 18 anos que estava com uma faca num streetcar (aqueles bondinhos de transporte público) equanto pelo menos duas câmeras filmavam o evento. As imagens acabam sendo revoltantes porque mostram policiais atirando contra um garoto que estava sozinho, com apenas uma faca, e dentro de um streetcar, impedido de fugir, enquanto não ameaçava diretamente ninguém. Por causa disso tem havido passeata na cidade e muito controvérsia em relação ao que a polícia fez. 

Acho que precisamos tomar cuidado antes de julgar os policiais, mesmo com tanta evidência de que eles exerceram força mais do que devia. Não sei, vai que o sujeito ameaçou que tinha uma arma e que ia sacar ela, sei lá. Mas o que se vê no vídeo apontam o contrário, apontam uma ação covarde de um moleque cercado e dominado sendo morto pela polícia, e isso é o que todo mundo está vendo. Ajunta-se a isso o fato de que a polícia de toronto não tem imagem muito positiva, principalmente depois do excesso de agressão no G20 uns dois anos atrás. 

Tem bastante polêmica neste caso específico, que inclusive faz lembrar outros casos com envolvimento da polícia, mas saindo um pouco da linha principal da discussão, dois pontos são interessantes:

- Hoje em dia tudo é filmado. Se por um lado não temos privacidade, e qualquer coisa que fizermos pode ser filmada e ir parar na internet, por outro lado nesse mundo onde a sociedade não funciona e vivemos cada um para si, câmera em tudo quanto é mão parece algo interessante. Eu acho também interessante que vivemos em um tempo em que tudo muda tão rápido e é difícil prever as consequências dessas mudanças. Tipo o fato de todo mundo ter uma câmera, é algo que só alguns anos mais a frente vamos poder olhar para trás e analisar as consequências disso, se boas ou ruims.

- Foi um único policial que atirou no garoto. O policial provavelmente não era criminoso. Minha impressão é que seja como for, e apesar de mater ser algo extremamente grave, o policial provavelmente já esteja pagando por isso. Provavelmente vai continuar pagando pelo resto de sua vida, se foi uma coisa desnecessária. Eu imagino que poucas pessoas de bem conseguem viver bem tendo na cabeça a memória de ter matado alguém sem necessidade, uma pessoa jovem que tinha a vida pela frente, ter causado mal à família e à sociedade. Na verdade o policial já foi identificado e pelo jeito a ficha caiu e ele está meio em choque. Por um lado justiça precisa ser feita para que isso não aconteça nunca mais, supondo ter sido realmente algo desnecessário. Mas por outro, parece que o sujeito já está pagando por isso e vai continuar talvez para sempre, seria necessário mais ainda? Acho que não necessariamente, precisamos de alternativas, e de deixar certos tipo de punição para criminosos. Mas a população exige mais, exige punição, exige justiça. 

Eu não sei, eu acho que policiais vivem situações difíceis e de risco. Ao mesmo tempo têm uma profissão que dá a eles poder, o que todo mundo busca, todo mundo deixa o poder subir a cabeça. Então eles precisam ter um treinamento especial, e mais que isso, precisam ter uma cultura, sei lá, superior à da população. Não é algo simples, mas é algo que precisa ser feito provavelmente mais do que é.

Nenhum comentário: