segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Documentario

Trouble the Water é um documentário americano sobre a devastação causada pelo furacão Katrina em 2005. O filme foca no drama de uma família negra que ficou aprisionada pelas águas e sua luta para sobreviver e reconstruir sua vida. O documentário é bem voltado para o descaso do governo para com a população negra da cidade de New Orleans, deixada a sua própria sorte. Mesmo que dando a entender que o descaso foi em parte pelo racismo.

Achei muito bom, principalmente no lado humano, onde as pessoas tentam se ajudar na ausência do governo. A parte mais forte do filme, na minha opinião, é quando eles passam a gravação das chamadas recebidas pelo serviço de emergência (acho que seria o 911), onde em um dos casos a pessoa estava dentro de casa e a água estava chegando no teto, ele não tinha por onde sair e telefonou para o 911 para pedir auxílio. Naquele momento a atendente do 911 só dizia que não havia serviço de resgate no momento, mesmo cmo tantas pessoas implorando por ele.

Um fato a se pensar é que o furacão foi previsto com antecedência tanto que a maioria da população branca simplesmente evacuou a cidade com mala e cuia. A galera sabia do tamanho do perigo que se aproximava e de que muita gente não havia deixado a cidade. Mesmo assim o desastre parece ter pegado todo o poder público de surpresa, no sentido que não estavam preparados para agir. É verdade, no entanto, que o rompimento dos aterros que causaram a inundação na cidade foi o que causou o maior problema, e talvez isso não fosse tão previsível.

Achei interessante o ingles falado pela galera lá, bastante difícil, com gírias, abreviações. Se bem que quem sou eu para analisar isso. Sobre o nome do documentário, eu fiz umas poucas pesquisas e acho que eles mantiveram o nome em Inglês para o Brasil. Trouble the Water significa algo como "Agite as águas" ou "Mexa com as águas", ou sei lá, talvez "Águas Agitadas", mas trouble neste caso seria um verbo e eu acho que a idéia é que seja um verbo mesmo, não um adjetivo, tipo, eles não estão querendo dizer que as águas estavam furiosas, mas que nós não fomos páreos para as águas... sei lá, enfim.

Nenhum comentário: