segunda-feira, 25 de março de 2013

Tirando o sal

E neste inverno eu fui meio teimoso e andei muito de bike. Tipo, andei mais do que o normal, apesar de que ainda assim muitos dias não deu para sair de bike e eu fui para o trabalho a pé. Mas andei enfrentando umas neves de bike. Quando a neve cai aí não tem jeito mesmo pois neve é igual areia e andar de bike no deserto não é uma idéia muito produtiva. Mas eles jogam sal e a neve derrete nas ruas, ás vezes fica mais parecendo um barro muito molhado ao invés da areia. Aí dá para andar melhor de bike, de carro, de qualquer coisa que não seja a pé. Vc anda a pé e acaba molhando o pé, aliás a moda é engraçada né, a galera aqui no inverno anda usando aquelas botas de borracha que eu usava para limpar brejo 20 anos atrás. Tipo, para ir trabalhar. É adequada para neve e tal, mas andar com aquilo em todo lugar, dá licença.... Ah, as meninas aqui também usam aqueles sapatões de couro que eu usava a 20 anos atrás para trabalhar na roça e tal.

Ops, estou me desviando do assunto. O negócio é que com o sal a gente anda de bike na neve e tal, mas o sal faz com que a corrente enferruje toda. E eu fiquei meio com preguiça de lavar e colocar oleo pois é complicado lavar a bike aqui no prédio, o melhor é lavar num lava jato, vc enfia uma moeda lá e tem um minuto de jato e lava a bike, pronto. Mas sabe como é, no frio e tal vc acaba não indo. Aí a bike tava naquele estado, enferrujando toda a corrente. Ontem eu decidi levar ela na loja onde eu comprei ela, pois eles dão uma geral na bike de graça. O sujeito achou engraçado que eu estava com a bike tão suja e zoada e tal, ele colocou um óleo na corrente e falou para eu voltar lá amanhã, que aí ele vai ter tempo para dar uma calibrada geral. No Brasil eu fazia essas coisas eu mesmo mas aqui eu não tenho ferramenta nenhuma, então enfim, é uma boa. E o esquema é ficar com a bike pronta para a Primavera!





Nenhum comentário: