sexta-feira, 1 de março de 2013

Carteira na neve

Por causa da neve eu tenho andado para o trabalho. E eis que ontem eu estava andando com o meu walkman, bem distraido, quando notei um negócio preto na neve branca da calçada. Dei um chute nele para que saísse do caminho e andei mais uns cinco passos. Parei. Eu me toquei que aquilo que eu tinha chutado era na verdade algo meio anormal, tipo, você percebe quando algo não é um lixo qualquer que você vê na rua todo dia. Voltei e chutei ele denovo. Não consegui entender o que era somente tocando com os pés. Pheguei mais perto, olhei. Parecia limpo, seco, peguei ele. Era um tipo de uma carteira e tinha algo dentro! Fiquei rico!

Eu abri, vi que tinha um talão de cheques. Mas estava muito claro, eu não conseguia ver bem dentro. Mas na verdade estava procurando alguma informação, tipo, o que eu faço com isso agora? Imediatamente pensei que se tinha um talão de cheques seria fácil, eu entregaria no banco e pronto. Coloquei no bolso e continuei ouvindo o rádio, o sujeito estava entrevistando uma galera que tava protestando contra o tratamento recebido pelos judeus. 

Quando cheguei no trabalho vi que so tinha dois talões de cheque... E na hora do almoço devolvi no Banco. Cheguei no banco, aquela agencia tinha um balcão de informações, atípico para um Banco. Mas o Banco ficava num bairro Chinês e tem muito Chinês que simplesmente não fala Inglês. Os Bancos tem serviços personalizados para eles, atrás do balcão de informação tinha uma Chinesa, falando Mandarim com o sujeito na minha frente. Chegou a minha vez e eu entreguei a carteira, a tiazinha pegou, disse que iria entrar em contato com a mulher que a perdeu. Que tinha nome de origem japonesa...


Nenhum comentário: