sábado, 8 de agosto de 2009

Coisas do Canadá

Nesta semana eu tive que autenticar o meu visto canadense. A um tempo atras conversei com as meninas brasileiras para saber como funcionava isso aqui no Canadá e elas disseram que aqui tem os tipos cartórios que fazem isso mas certos profissionais como advogados e médicos também podem autenticar documentos. Me indicaram um trailler que tinha perto do trabalho e eu fui lá fazer umas autenticações.

Esqueçam tudo que conhecem no Brasil, aquilo era bem diferente. Era um trailer estacionado no estacionamento vizinho ao trabalho, e era isso. Como qualquer trailer, era super pequeno e apertado, mas lá dentro vc podia fazer vários serviços que no Brasil fazemos em cartórios. Eu esperei na fila dois sujeitos do oriente médio que estavam fazendo um documento lá que não lembro sobre o que era. Depois eu autentiquei minhas coisas. O trailer é pequeno mas o preço é astronomico. Vc paga 40, 50 dolares por uma autenticação de uma simples copia de um documento e se vc tiver mais de um ok, os demais vao sair por 25 dolares. Se for um passaporte com várias folhas tem que pagar por cada folha, não é por documento.

Já tinha sido interessante mas nessa semana eu precisei autenticar meu visto e foi ainda mais. O trailer tinha sumido e eu fui procurar outro lugar para autenticar os documentos. Santo Google. Achei um lá razoavelmente perto e liguei lá (eles sempre pedem para vc ligar e marcar uma hora, geralmente vc nao vai lá e espera, vai com hora marcada). O cara era bem mais barato, 15 dolares pela autenticação, mas ele disse que me encontraria na Second Cup que ele me deu o endereço. A Second Cup é um lugar que vende café e outras coisas do gênero, semelhante a um bar no Brasil, semelhante a Starbucks (que acho que tem uma em São Paulo). Minha nossa, alem de marcar o horário a galera aqui também marca o local, parece aqueles encontros pela internet onde uma pessoa não conhece a outra! Ele disse que eu poderia ir lá e ele estaria com seu material em cima da mesa, seria fácil reconhecer. E cheguei lá e ele estava mesmo! Ele olhou meus documentos enquanto eu aproveitei para comprar um café, carimbou lá com um auto-relevo, assinou, olhou tudo e tal e pronto!

Bom, não vou negar que fiquei com o pé atrás, tipo, vai que é uma fraude. Mas achei que valia a pena tentar de qualquer forma, pois era o único que eu não precisava pegar metrô nem nada, era perto do trabalho e ainda era bem barato comparado com o antigo trailer. E tem um site na internet que aparecia meio no topo do Google. Vamos esperar que a autenticação seja aceita....

Um comentário:

Mayumi disse...

Se você tentar explicar para um japonês o que é um cartório, eles não entendem! Rsrsrs. Lá no Japão, não existe isso!