sábado, 12 de junho de 2010

Mais documentários

Eu tenho gostado muito deste site, que tem inúmeros documentários, embora seja todos em inglês sem legenda, o que acho que limita muito sua utilidade para muitos brasileiros. Eu tenho assistido vários documentários, mas vou colocar apenas alguns aqui.

Lost Worlds, Vanished Lives é um documentário sensacional sobre o estudo de fósseis. É impressionante como é possível entender coisas que aconteceram a mais de 100 milhões de anos atrás, no tempo dos dinossauros. As criaturas diferentes que existiam e como o nosso planeta devia ser tão diferente.

Pale Blue Dot é um documentário meio em forma de poesia, com o famoso escritor Carl Segan, que sabe falar de uma forma muito interessante e atrativa sobre o universo. O nome veio de uma fotografia da Terra, tirada pela sonda Voyager, após deixar o sistema solar em sua viagem para o desconhecido. Nessa fotografia a Terra é apenas um ponto azul pálido e ofuscado no infinito universo.

Wonders of the Solar System é um documentário apresentado pelo joven físico Brian Cox. O que é muito interessante nesse sujeito é a forma como ele parece maravilhado ao falar do universo e tal. O filme é mais sobre o Sol e sua importância, seus efeitos na Terra. Brian vai em Foz do Iguaçú e fala como o volume de àguas do Rio Paraná flutua com as flutuações das radiações solares.

A Question of Miracles: Faith Healing é um documentário sobre curas religiosas. O documentário explica como e porque pessoas parecem momentaneamente curadas depois que vão em certos cultos de certos pastores. O filme segue algumas pessoas antes e depois da "cura" para mostrar como a cura não existe realmente. O filme é bastante baseado em apenas dois pastores. Alguns momentos são revoltantes quando mostra as pessoas dando rios de dinheiro apra a igreja e o pastor com seu jatinho particular e tal, e pessoas morrendo depois do culto onde todos acreditam que elas foram curadas...

The Boy who sees without eyes é um documentário impressionante sobre um garoto que teve que ter os olhos retirados quando muito joven por causa de um raro cancer. O fato é que o garoto desenvolveu um sistema de orientação igual ao dos golfinhos e morcegos. Ale anda fazendo um som, e usa o eco como um radar para saber o que tem em sua volta. Dessa forma ele consegue desviar de obstáculos, andar de patins, bicicleta e enfim, fazer coisas impressionantes. Achei interessante também o foto de o filme mostrar como a sua atitude muito positiva de se achar uma pessoa normal o leva a não querer usar aquelas varinhas que as pessoas cegas usam, e como isso evita que ele desenvolva todo o seu potencial de ser independente apesar de cego. No filme ele é apenas um adolescente e podemos ver que o fato de ele ser teimoso deve ser principalmente uma característica da idade. O documentário é impressionante e é triste saber que dois anos depois do filme ele veio a falecer vítima do mesmo cancer que voltou...

Nenhum comentário: