terça-feira, 20 de agosto de 2013

Privacidade

Quando se fala em privacidade a primeira coisa que vem a cabeça é que estamos no meio dessa revolução na comunicação, que inclui armazenamento de dados como nunca antes e facilidade de gravar vídeos, de procurar por pessoas na iternet, Google, e que tudo isso tem posto em riso ca nossa privacidade. Não é difícil achar documentários falando sobre a perda da privacidade. Mas a privacidade é um assunto complicado que eu tenho certeza que entra inclusive no campo da filosofia, e deve ter muita coisa escrita sobre isso. Mas, privacidade é algo bom ou ruim, devemos ter, que tipo de privacidade devemos ter? No mundo de hoje geralmente queremos toda possível e sempre temos medo de perder a nossa.

Mas privacidade me parece na maior parte das vezes ser algo relacionado ao individualismo, a você se improtar com você mais do que com a sociedade. Uma vez eu ouvi uma entrevista sobre a privacidade dos dados médicos, e como mantê-la, e o entrevistado falou que a privacidade depende de onde você está. Nos US vc tem toda privacidade e ninguem pode usar os seus dados para nada, a não ser agregados. Mas há certos países que colocam a sociedade na frente do indivíduo e nesses países a privacidade não é tão importante pois o uso desses dados individualizados pode muita vez significar melhora tecnologica para a sociedade como um todo. Como estatístico isso fez todo sentido para mim. E esse negócio de privacidade pareceu frescura de quem só pensa em sí. Mas não é tão simples, pois nesse mundo de hoje tem muito sujeito querendo colocar as mãos nos seus dados para fazer pilantragem com você. Mas então o que fazer, simplesmente não faz sentido que tantos dados potencialmente úteis existam e não possamos usá-los.

Ontem eu assisti um documentário sobre a indústria petrolífera em Sarnia, uma cidade do Canadá. Falou entre outras coisas sobre o aumento dos casos de câncer na região por causa provavelente na poluição química. Mas não é a primeira vez que ouço sobre essa associação entre indústria petrolífera e câncer. Nem a segunda, longe disso. Então eu pensei que podia fazer uma análise muito simples, plotando num mapa os casos de câncer por região. Tão simples que a galera já deve ter feito. Só que por questão de privacidade os dados que tenho não tem o código postal, o que permitiria colocar eles no mapa, e não tem por questões de privacidade. Dei uma olhada na internet e os maps de câncer que achei são apenas para regiões enormes, onde é difícil ligar a doença a qualquer coisa pois só temos prevalência para regiões muito grande. É dífícil senão impossível conseguir esse tipo de dado no nível individual, mesmo se a maioria das pessoas não ligaria para terem quebrada esse tipo de privacidade e mesmo que a análise possa trazer reais benefícios para a população.

Desa forma no meu dia a dia a privacidade parece algo ruim muito frequentemente. A idéia desse texto é começar a pensar sobre o assunto que a tempos tem me deixado com a pulga atrás da orelha.

Nenhum comentário: