terça-feira, 10 de setembro de 2013

Teste para o mal de Alzheimer

Um estudo interessante perguntou para a galera se eles fariam um teste para o mal de Alzheimer, se tal teste existisse. A maioria disse que sim. Alzheimer é uma doença terrível, que faz com que o sujeito perca a memória e em certo ponto viva totalmente dependente de outros. Eu acho a perda da memória algo muito difícil de imaginar, tipo, o sujeito não lembra de nada, acho que o cérebro fica totalmente inútil, a pessoa meio que morre sem morrer, aos poucos. Mas o que é triste para mim é que muitas vezes, ou sei lá, talvez sempre, as pessoas são diagnósticadas enquanto ainda tem total capacidade mental e apenas pequenas falhas de memória. Nesse momento, saber do futuro irreversível deve ser muito triste.

Então voltando ao estudo, eu não sei, para mim é muito limitado o que você pode melhorar se souber que vai ter essa doença. O peso negativo de saber desse seu futuro deve ser muito pior do que os ganhos do diagnóstico super precoce, já que a doença não tem cura mesmo. Eu acho que optaria por viver sem saber, e saber o mais tarde possível, pois até ter o diagnóstico eu viveria minha vida sem preocupação. Nesse sentido o resultado é um pouco surpreendente.

Eu não cheguei a ler o artigo inteiro, mas é preciso lembrar que nessas pesquisas as pessoas são provavelmente abordades e questionadas. A decisão poderia ser outra se a pessoa tivesse pensado no assunto. Apesar que parece que quem conhece a doença estaria de perto mais propenso a fazer o tal teste. E eu acho que a maioria da população também não sabe bem o que é o mal de Alzheimer, o que realmente acontece, tratamentos. Perguntar algo a uma pessoa que não conhece a doença assim, é meio que perda de tempo. Mas como eu disse não tive tempo de ler o artigo e de qualquer forma é algo interessante para pensar, especialmente que parece que estamos caminhando na direção de desenvolver o teste.

Nenhum comentário: